Bauhaus – Mies Van Der Rohe

ImagemMies van der Rohe foi, após um período inicial de influência arquitetônica neoclássica, um dos principais representantes da arquitetura do vidro e do aço. É considerado, com Walter Gropius, Le Corbusier e Frank Lloyd Wright, um dos arquitetos mais importantes do século XX. Usou cimento e estruturas de aço em suas primeiras casas e galpões industriais, mas o seu ideal estético incluía também o uso de materiais nobres como mármore travertino, ônix ou açoImagem cromado. Sua primeira obra importante foi o pavilhão alemão para a Exposição Internacional de Barcelona, de 1929. Seus prédios de apartamentos abriram caminho, do ponto de vista construtivo e urbanístico, para obras posteriores. Disso são exemplos os Promontory Apartments de Chicago (1951); os Lake Shore Drive Apartments (1951); os Batery Park Apartments de Nova York (1957 a 1958) e o Seagram Building de Nova York (1956 a 1959). Suas obras mais conhecidas na AlemaImagemnha são a Colônia Weissenhorf de Stuttgart (1927) e a Neue Nationalgalerie de Berlim (1962-1968). No período compreendido entre 1930 e 1933, dirigiu a Bauhaus de Dessau. Emigrou para os Estados Unidos em 1937, onde dirigiu o departamento de arquitetura do Illinois Institute of Technology, entre 1938 e 1959

Bauhaus – Walter Gropius

Imagem Considerado um dos principais nomes da Arquitetura do século 20, Gropius foi fundador da escola vanguardista de arte e arquitetura Bauhaus. Estudou em Berlim e em Munique, onde completou sua formação.

Em 1910, montou seu próprio escritório. Influenciado por Behrens (arquiteto prenunciador do modernismo), seu primeiro grande projeto, para a Fábrica Fagus, em 1911, já apresentava elementos que caracterizariam sua obra: estrutura metálica e vidro.

Ao final da Primeira Guerra Mundial, para a qual Gropius foi recrutado, o grão-duque de Saxônia, Weimar, nomeou-o diretor da Escola de Artes Aplicadas e da Academia de Belas Artes da Saxônia. Cada uma das instituições representava uma visão das artes: a primeira ensinava artes aplicadas, atividades artesanais consideradas de nível inferior; e a segunda lecionava belas artes, considerada de nível superior.Imagem
Gropius unificou as duas áreas e, com o apoio de colegas arquitetos e de um grupo de artistas de vanguarda, fundou a Das Staatliche Bauhaus (casa estatal de construção).Ele defendia que um projeto deveria envolver todas as escalas humanas, do manual ao urbano, considerando à função que viria a ter. Negando as características históricas na arquitetura e nas artes, a Bauhaus lançou as bases do modernismo.

ImagemA convivência com personalidades como Wassily Kandinsky e Paul Klee, entre outros, foi de vital importância no trabalho de Gropius.
Com o governo nazista crescendo no poder, a Bauhaus começou a sofrer ataques e Gropius foi obrigado a deixar o país. A partir de 1937, passou a lecionar na Universidade de Harvard e tornou-se diretor do departamento de arquitetura da universidade.
Nos Estados Unidos, começou a desenvolver arranha-céus, criando conceitos arquitetônicos que seriam exaustivamente copiados nas décadas seguintes. Em alguns projetos, associou-se a Marcel Breuer, ex-aluno da primeira geração da Bauhaus. Com ele, projetou um bairro operário em New Kessington, próximo a Pittsburgh.