Por uma causa

Sustentabilidade!

Hoje em dia todos nós sabemos que, não só o Brasil mas o mundo inteiro, está com suas fontes sendo esgotadas, desde a água até obras primas, minerações e importantes espécies de animais e vegetações para o nosso planeta e para nós seres humanos.

Seja por excesso uso sem cuidado ou evolução, definitivamente o que realmente importa agora é o que podemos fazer para ajudar e/ou retardar os diversos processos de esgotamentos.

Por isso, o que mais ouvimos falar é em: Sustentabilidade.

‘Podemos dizer “na prática”, que esse conceito de sustentabilidade representa promover a exploração de áreas ou o uso de recursos planetários (naturais ou não) de forma a prejudicar o menos possível o equilíbrio entre o meio ambiente e as comunidades humanas e toda a biosfera que dele dependem para existir. Pode parecer um conceito difícil de ser implementado e, em muitos casos, economicamente inviável. No entanto, não é bem assim. Mesmo nas atividades humanas altamente impactantes no meio ambiente como a mineração; a extração vegetal, a agricultura em larga escala; a fabricação de papel e celulose e todas as outras; a aplicação de práticas sustentáveis nesses empreendimentos; revelou-se economicamente viável e em muitos deles trouxe um fôlego financeiro extra. 

Assim, as idéias de projetos empresariais que atendam aos parâmetros de sustentabilidade, começaram a multiplicar-se e a espalhar-se por vários lugares antes degradados do planeta. Muitas comunidades que antes viviam sofrendo com doenças de todo tipo; provocadas por indústrias poluidoras instaladas em suas vizinhanças viram sua qualidade de vida ser gradativamente recuperada e melhorada ao longo do desenvolvimento desses projetos sustentáveis. Da mesma forma, áreas que antes eram consideradas meramente extrativistas e que estavam condenadas ao extermínio por práticas predatórias, hoje tem uma grande chance de se recuperarem após a adoção de projetos de exploração com fundamentos sólidos na sustentabilidade e na viabilidade de uma exploração não predatória dos recursos disponíveis. 

A exploração e a extração de recursos com mais eficiência e com a garantia da possibilidade de recuperação das áreas degradadas é a chave para que a sustentabilidade seja uma prática exitosa e aplicada com muito mais freqüência aos grandes empreendimentos. Preencher as necessidades humanas de recursos naturais e garantir a continuidade da biodiversidade local; além de manter, ou melhorar, a qualidade de vida das comunidades inclusas na área de extração desses recursos é um desafio permanente que deve ser vencido dia a dia. ‘

Arquitetura Sustentável:

‘A arquitetura sustentável visa uma melhor utilização dos recursos naturais, por esse motivo se evitam uma série de desperdícios. Principalmente em relação à água e a energia elétrica, visando um melhor aproveitamento de ambos, como por exemplo:aproveitar a água da chuva e utilizar energia solar são algumas medidas utilizadas nesses tipos de projetos.

O uso de mais janelas para evitar o uso de energia elétrica, também é bastante usual na arquitetura sustentável, bem como escolha de lâmpadas mais econômicas (as lâmpadas fluorescentes) no lugar das lâmpadas usuais. Também num projeto sustentável é preferível uma ventilação mais natural nos ambientes(casa, prédios, escolas, escritórios e etc.) ao invés de ar-condicionado ou aquecedores, que são altamente poluentes à natureza.

Outra preocupação na hora da construção e durante o projeto arquitetônico é a utilização de materiais renováveis e ecologicamente indicados, como a preferência de eucaliptos e fibras de bananeiras no lugar da madeira freqüentemente extraídas das florestas. Do mesmo modo se opta por uma tintura que não possuam as toxinas que degradam o meio ambiente.

Na construção civil há a preocupação com a criação de áreas verdes tanto para o plantio, como para proporcionar mais conforto e contribuir para a redução do gás carbônico na natureza. Uma outra solução para amenizar a degradação da natureza recomenda-se nesses locais reciclagem do lixo doméstico. Juntamente com a não utilização de produtos de limpeza nocivo ao meio ambiente.
O território da arquitetura sustentável é ainda demasiadamente novo, entretanto as aplicações de técnicas sustentáveis na construção civil são cada vez mais recorrentes. E estão sendo vistas como práticas essenciais para a manutenção e a renovação de recursos encontrados no meio ambiente.’

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s